Por que temos o costume de comer pipoca no cinema?

Cinema e pipoca são praticamente sinônimos, é impossível não chegar perto das salas de cinema da sua cidade e sentir aquele cheirinho inconfundível que por si só já nos atrai e nos faz sentir vontade de descobrir quais são os filmes que estão em cartaz.

Entretanto, você sabe como esta tradição começou? Venha conhecer essa curiosidade!

Por que temos o costume de comer pipoca no cinema?

Os Estados Unidos sempre foram uma potência quando o assunto é cinema, logo não faltavam filmes para entreter a população. Entretanto, em 1929 o país foi atingido por uma grande depressão que você também conhece como Crise de 1929.

Nesta época o país caiu em uma desgraça econômica sem precedentes. Tudo graças a queda da bolsa de valores de Nova York, a New York Stock Exchange no dia 24 de outubro de 1929, originando a chamada quinta-feira negra. Neste período as taxas de desemprego eram altíssimas, houve uma imensa queda do produto interno bruto, a produção industrial caiu muito assim como os preços das ações.

Dentro de todo este caos econômico, as salas de cinema continuavam lá com preços baixíssimos para conseguir se manter, era o único entretenimento que a população conseguia pagar na época. Em função de toda esta crise, as salas de cinema voltaram a encher e trazer alguma paz a toda a angustia causada pela falta de emprego e pelas contas que nunca param de chegar. Neste período as famílias tinham 5, 7 filhos para sustentar e sem trabalho, era quase inevitável passar fome.

O único alimento que se manteve barato devido a sua abundância no país foi milho, foi ele quem salvou muitas famílias de dia após dia passar fome e era comum que as pessoas conseguissem comprar uma boa quantia para suas casas. Ao ir ao cinema, era comum sentir fome já que os filmes eram considerados muito longos e para sanar este problema, as pessoas começaram a estourar sua pipoca em casa e visitar os cinemas as comendo.

O cheiro inebriante do milho estourado com um pouquinho de sal aos poucos começou a invadir as salas de cinema. Não demorou para que todos fizessem o mesmo em suas casas, tornando filme e pipoca a combinação perfeita!

O preço do milho continuou baixo e é até hoje tanto lá nos EUA quanto por aqui e devido a toda relação e simbolismo criada os cinemas hoje se aproveitam da situação para lugar – e lucrar muito! Na minha cidade, um saco grande de pipoca custa R$12 reais, porém existem locais que ela pode chegar até a R$20!

Porém, a matéria prima tem um custo baixíssimo, tornando o produto altamente lucrativo. É assim que hoje as salas de cinema lucram, vendendo produtos normalmente baratos a preços altíssimos. Será que as pessoas desempregadas que viviam durante a Grande Depressão poderiam hoje imaginar que um saco de pipocas poderia custar R$12?

É bizarro como as situações mudam você não acha? Comente!

como fazer pipoca colorida

Você pode gostar também

2 Comentários

  1. eu ouvi historia parecida, mas dizia que foi por causa da segunda guerra mundial, na época não havia açúcar para produzir doces e só o que dava pra fazer era pipoca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *